Prefeitura leva Programa Água Doce à comunidade de Pé da Ladeira

0
154

No último dia (19), foi realizada na comunidade rural Pé da Ladeira uma reunião com moradores, representante da prefeitura e a coordenadora do programa Água Doce (PAD), Ana Paula, aonde foi passada como seria o processo de instalação, cadastramento das famílias e manutenção do dessalinizador naquela localidade nos próximos meses.

Ficou definida na reunião a disponibilização de duas pessoas da comunidade para o treinamento de todo processo de instrumentalização do equipamento e distribuição da água. Também ficou agendado o retorno e uma nova reunião nos próximos dias.

“A Prefeitura Municipal de Urandi em parceria com o governo federal não medirá esforços para levar água a todos os munícipes bem como dar uma melhor qualidade de vida a população”, afirmou o secretário de Meio Ambiente, João Ezequiel.

O dessalinizador é um equipamento que funciona da seguinte maneira: a água salobra passa por um sistema de “pré-filtro” e segue para uma bomba de altíssima pressão. A água ganha força para passar pelas membranas, uma espécie de filtrão poderoso, que só permite a passagem da água pura, sem sais.

“Essa membrana tem uma capacidade de filtrar, reter uma partícula, como por exemplo, uma bactéria. Seria algo como 0,01 micra. Um micra seria mais ou menos um milímetro dividido por mil. Não passa nada”, afirma Ana Paula.

Sobre o Programa Água Doce

O Programa Água Doce (PAD) é uma ação do Governo Federal coordenada pelo Ministério do Meio Ambiente, por meio da Secretaria de Recursos Hídricos e Ambiente Urbano, em parceria com instituições federais, estaduais, municipais e a sociedade civil.

O seu objetivo é estabelecer uma política pública permanente de acesso à água de boa qualidade para consumo humano, promovendo e disciplinando a implantação, a recuperação e a gestão de sistemas de dessalinização ambiental e socialmente sustentáveis, usando essa ou outras tecnologias alternativas para atender, prioritariamente, as populações de baixa renda residentes em localidades difusas do semiárido brasileiro

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui