Em dia de aniversário, caravana de Lula passa na cidade de Montes Claros

0
666
“O aniversário é dele, mas o presente quem ganha são todos nós brasileiros”
Essa foi a declaração de Gileno da Silva Alves, de 47 anos, de Guanambi (BA). Ele e outras centenas de pessoas foram ver e prestigiar Lula em ato em Montes Claros, mesmo dia do aniversário do ex-presidente
Gileno da Silva Alves, de 47 anos, é de Guanambi (BA) e viajou 380km para ver e prestigiar Lula no ato realizado em Montes Claros, na noite de 27 de outubro, mesmo dia em que o ex-presidente completou 72 anos. “O aniversário é dele, mas o presente quem ganha são todos nós brasileiros, com sua volta à presidência”, afirmou ele.
“EU NÃO PODERIA DEIXAR DE HOMENAGEAR O MELHOR PRESIDENTE QUE O PAÍS JÁ TEVE, QUE TORNOU O PAÍS RESPEITADO NACIONALMENTE E INTERNACIONALMENTE E QUE OLHOU PARA OS MENOS FAVORECIDOS”, DECLAROU GILENO, QUE TEVE A OPORTUNIDADE DE SE TORNAR TÉCNICO SEGURANÇA DO TRABALHO HÁ 5 ANOS POR MEIO DO PROEJA, PROGRAMA NACIONAL DE INTEGRAÇÃO DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL, CRIADO EM 2006. “SOU FILHO DE AGRICULTOR E PRODUTOR RURAL, ME FORMEI E HOJE TENHO ORGULHO DE ESTAR EMPREGADO E DE SER DISPUTADO PELAS EMPRESAS DA MINHA REGIÃO”.

O professor da Unimontes, Rodrigo Pessoa, 43 anos, deixou uma mensagem para o ex-presidente pelo seu aniversário. “Quero parabenizá-lo por todos esses anos de dedicação ao povo brasileiro”. Rodrigo trouxe o filho Bernardo para acompanhar o ato. “Quero que ele se torne um cidadão de verdade e conheça a militância. No momento atual, não podemos ficar parados. Lula tem a capacidade de juntar gente que pensa de maneira progressista e não podemos perder a eleição em 2018, senão o golpe fica consolidado”.

Quando informado sobre o aniversário de Lula, Túlio Fróes Júnior, de 76 anos, disse: “Gostaria que ele vivesse 200 anos pois ele é um homem de coragem”. O técnico em eletricista, que hoje se encontra em situação de rua, contou que recebe um salário por invalidez, devido a um acidente de trabalho, e que atualmente o dinheiro não é suficiente para pagar todas as despesas. “Na época do governo de Lula, o dinheiro tinha um poder aquisitivo, foi um governo que impulsionou o país. Ninguém fez um plano tão completo quando ele. Remédios que eu conseguia no posto, hoje tenho que comprar. Além disso, marcar uma consulta atualmente é muito mais difícil”. Túlio também reclamou da dificuldade de conseguir uma casa do programa Minha Casa Minha Vida. O seu cadastro no programa foi realizado em 2014.

A trabalhadora rural Rosa Clarice Ferreira Soares, de 56 anos, saiu do município de Coração de Jesus, a 82km de Montes Claros, para ouvir o ex-presidente. “Eu sou fã demais dele. Eles fazem crítica a Lula, mas não têm provas. Ele tirou o pobre da humilhação e os ricos não gostam disso. Com o governo de agora, o Norte de Minas está esquecido. Desejo que Deus multiplique os anos de vida dele, que ele tenha muita felicidade e paz. Vou orar muito por ele”.

No início do ato, Lula disse que se fosse seguir a lógica de um aniversariante, ele estaria com os filhos fazendo uma festa. “Eu não quis fazer comemoração este ano, pois faz menos de um ano que a Marisa morreu”.

Ao final, o público cantou um “parabéns para você” caloroso, com direito a acompanhamento musical em ritmo de um forró animado e bolo, que deixou Lula emocionado.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui