Atlético-PR vence o Junior Barranquilla nos pênaltis e conquista título

0
9
Pablo volta a marcar, Barrera perde pênalti na prorrogação, e após 120 minutos de 1 a 1 Thiago Heleno converte a cobrança decisiva que explode a Arena da Baixada. Rubro-Negro garante vaga na Libertadores de 2019

Foi sofrido demais, com muita tensão, dois pênaltis contra si nos dois jogos da final, mas o Atlético-PR superou tudo isso para conquistar o maior título de seus 94 anos de história. Na noite que virou a madrugada desta quinta-feira, o Furacão voltou a empatar por 1 a 1 com o Junior Barranquilla na Arena da Baixada, com mais um gol de seu artilheiro Pablo, levou a melhor na disputa por pênaltis por 4 a 3, com Thiago Heleno convertendo o último, e se tornou o campeão da Copa Sul-Americana. De quebra, o time de Tiago Nunes carimbou a vaga na fase de grupos da Libertadores de 2019!

O Furacão foi para cima do Junior Barranquilla desde os primeiros minutos. Pressionou com Nikão, Renan Lodi, Cirino, Raphael Veiga… O gol parecia questão de tempo. Ou de Pablo. Quando o centroavante teve uma chance clara, não desperdiçou: tabelou com Veiga, que devolveu um bolão, e bateu na saída de Viera aos 25 minutos. Os colombianos tiveram que sair atrás do prejuízo, e se Santos não trabalhou no primeiro tempo, foi bastante exigido na etapa final. O time colombiano empatou com Téo Gutiérrez de cabeça, aos 12 minutos, e tomou conta do jogo a partir daí. Luis Díaz, Yony González e o próprio Téo tiveram várias chances de virar o placar. Pecaram na pontaria, até mesmo na marca da cal: Barrera perdeu um pênalti no segundo tempo da prorrogação. O Atlético-PR, que foi perdendo suas peças por lesões, como Pablo e Nikão, segurou até o fim, apostou suas fichas nos pênaltis e se deu bem: Renan Lodi perdeu o dele, mas Jonathan, Raphael Veiga, Bergson e Thiago Heleno converteram.

PÚBLICO: 40.263.
RENDA: R$ 2.084.560,00

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui