Inicio Editorial Por meio do voto é que se pode construir um horizonte mais próspero

Por meio do voto é que se pode construir um horizonte mais próspero

Por urandionline

Estamos às vésperas das eleições municipais que se realizarão, excepcionalmente, este ano, no dia 15 de novembro, primeiro turno, em virtude de a pandemia persistir, e ainda carregando com ela milhares de óbitos e de contaminados. A crise social-econômica-política-moral-ética vivida, no Brasil, é gigantesca, com operações importantes, como a Lava Jato, sendo escamoteadas por interesses escusos; com a democracia pisoteada e com ações truculentas contra valores e princípios humanos acontecendo em todos os cantos do país, bem como líderes religiosos e de vários credos envolvidos em verdadeiras máfias.

Diante desse cenário sombrio, desse quadro assustador, é preciso, hoje mais do que nunca, que os eleitores se conscientizem da importância do seu voto, para renovar o Legislativo e o Executivo municipal. Sem o voto consciente e sem o entendimento de que somente por meio do voto é que se pode construir um horizonte mais próspero para a gente brasileira, continuaremos a patinar, contrariando, e muito, os anseios da sociedade brasileira, que clama por homens e mulheres de bem, nas câmaras municipais e nas prefeituras.

Esta eleição de 2020 será um teste de renovação política nas prefeituras e nos parlamentos municipais.

Faz-se mister salientar que o mandato nada mais é que a investidura que o povo faz em alguém por ele escolhido, segundo o procedimento eleitoral. O mandato confere poderes ao seu titular para representar o povo. Daí a importância do povo e sua consciência na hora de escolher o seu candidato.

Os bons políticos devem naturalmente ser eleitos; os razoáveis e maus políticos não podem e não devem ser eleitos e nem reconduzidos aos seus mandatos.Principalmente aqueles que votaram e apoiaram projetos contra o povo.

Assim, neste momento importante,quando todos os cidadãos irão às urnas, torna-se importante saber quem são os candidatos, o que já fizeram em suas vidas e trajetórias profissionais, conhecer suas plataformas, e somente, a partir dessa análise criteriosa, efetivamente escolher em quem vai depositar o seu voto, quem poderá representar, com dignidade, trabalho e honradez, o seu voto, nos próximos quatro anos.

Essa escolha, no próximo dia 15 de novembro, será determinante  para se apostar em mudanças necessárias e imprescindíveis, para os municípios brasileiros, lembrando, por oportuno, que as eleições gerais ocorrerão daqui a dois anos.

É hora de escolher bem, com consciência e conhecimento, para que o eleitor possa, com sua força política, revolucionar o país, contribuindo, com o peso e a força do seu voto, para as mudanças que se fazem necessárias, nas prefeituras e nas câmaras municipais.

Posts relacionados

Deixe um comentário

Proibido plagiar