Inicio Boca Maldita Produtores rurais de Urandi estão perdendo renda

Produtores rurais de Urandi estão perdendo renda

Por urandionline

Social e empreendedorismo

O candidato a prefeito Warlei Oliveira (PSD) tem dado ênfase para ouvir o setor produtivo. Warlei tem percorrido pequenas e médias empresas de Urandi, ouvindo empresários sobre as dificuldades de se empreender e gerar empregos na cidade. Obviamente que o candidato vai adaptando seu plano de ação ao ouvir e conhecer cada área, falar com empresários e funcionários. Outra área que também tem ocupado a agenda de Warlei Oliveira é a área social. O candidato esteve em diversas localidades da zona rural e conversou com líderes populares e famílias. Seu nome está tendo uma grande aceitação  da sociedade urandiense.

Produtores rurais de Urandi estão perdendo renda

Os produtores rurais de Urandi estão perdendo renda e sem estímulo para continuar produzindo na zona rural, tendo que ir para a cidade, ampliando ainda mais problemas como preços dos alugueis etc. A coluna já disse que é preciso que o governo municipal faça sua parte para melhorar a vida dos produtores rurais. O mercado municipal precisa de uma reforma, reordenamento da feira livre com novas barracas e recuperação das estradas. Só falta combinar com o próximo prefeito para que as boas idéias saiam do papel!

Campanha digital, ofensas e notícias falsas

O início de campanha eleitoral em Urandi  foi marcado pela forte presença de ações digitais por parte dos candidatos. Tendo em vista os menores custos, boa parte dos candidatos a prefeito e vereadores já possuem sites e redes sociais específicas para a campanha eleitoral. A Justiça está cadastrando as redes sociais e canais digitais dos candidatos para verificar a regularidade das ações e divulgações por estes meios. Não será novidade se as ofensas e notícias falsas proliferarem nas eleições. Aliás, isso é algo que já acontece independente de eleições. Contudo, em se tratando de eleições, a Justiça Eleitoral e o Ministério Público prometem ficar de olho e punir transgressores severamente. A conferir, afinal, tanto a Justiça Eleitoral quanto o Ministério Público, além de terem diversas outras atividades neste período, também não possuem estrutura tecnológica e operacional para apurar irregularidades em tempo real. E em se tratando de eleições municipais, uma notícia falsa divulgada no momento certo pode mudar o resultado das urnas.

Máquina pública, funcionalismo e investimentos

Para os especialistas em gestão, jornalistas que acompanham os governos e o mercado que precisa de segurança jurídica e administrativa no setor público para fazer investimentos, a máquina pública, os salários pagos ao funcionalismo e os investimentos são os principais termômetros de um bom governo. Ao longo do tempo o tamanho da máquina pública tem crescido bem acima da iniciativa privada e vem perdendo eficiência a cada ano. Existem diversos setores onde se tem muitos funcionários públicos e outros onde falta mão de obra. E a dificuldade e burocracia para se contratar e principalmente despedir servidores públicos é um grande problema. A iniciativa privada ao longo dos anos tem maior flexibilidade no crescimento e redução de colaboradores/funcionários. A modalidade de contratação temporária, ou mesmo a criação de cargos de confiança no serviço público tem sido uma alternativa (nem sempre justa) para reduzir os efeitos do enorme inchaço da máquina pública. Afinal, a diferença entre um monte de servidores concursados que são pouco eficientes e um monte de servidores com cargo de confiança igualmente ineficientes e que, um gestor responsável consegue colocar na rua os cargos de confiança numa única canetada, já os servidores concursados, quando ineficientes, tornam-se um peso para a administração. Dificultam a valorização dos bons servidores e ainda prejudicam o andamento dos projetos de desenvolvimento da comunidade.

Arcaica estabilidade do serviço público

Não será fácil para quem for governar Urandi nos próximos quatro anos, sanear os impactos da pandemia, que vão além do âmbito econômico e de saúde. O modo de vida e de se relacionar, trabalhar e comprar está mudando rapidamente! Com certeza que entre os impactos da pandemia desejados no serviço público, esperamos que a máquina estatal, a exemplo da iniciativa privada, se torne mais moderna, leve e encontre soluções rapidamente para dar respostas à população. O home office mostrou que os grandes escritórios, estruturas gigantes, caras e de alto custo estão obsoletos e que pagamento por produção, eficiência e divisão de lucros estão tão na vanguarda das relações de trabalho, bem como a necessidade de se discutir a “arcaica estabilidade do serviço público”. O servidor público precisar ser valorizado pelo que sabe, receber pelo que produz e garantir seu posto de trabalho com base em sua eficiência e necessidade e não garantida por lei que não separa bons de ruins! Servidores bons precisam ganhar mais e serem valorizados, já os que não produzem ou fazem “corpo mole” precisam ser tirados da máquina pública de forma mais rápida e fácil. Isso pelo bem do serviço público e dos milhões de bons servidores públicos que temos no Brasil que pagam por outros tantos que ganham muito e pouco ou nada produzem. Será que algum dos candidatos a prefeito de Urandi está preparado para ter uma conversa assim com o funcionalismo?

Os dados estão rolando

A campanha política em Urandi está a todo vapor! Mesmo com a pandemia, o desanimo do eleitor, as dificuldades tradicionais da política com falta de recursos e apoio, a diversidade de candidatos a prefeito em Urandi etc. Isso tudo mostra que, a despeito da pouca importância que o brasileiro dá a política, a escolha dos líderes dos municípios, dos estados e da União é sim muito importante e impacta a vida de todos! Um povo é determinado pelas escolhas que faz e a história está cheia de bons e maus exemplos de povos que se desenvolveram e que foram a ruína em razão das escolhas que fizeram, principalmente a escolha dos líderes que escolheram. Urandi vai viver mais um importante momento de escolha. Nos próximos 4 anos vamos viver momentos importantes para o desenvolvimento local. Investimentos em Educação, desburocratização, tecnologia, saúde, segurança pública, infraestrutura e muitos outros pontos fundamentais para o desenvolvimento do nosso povo. A população vive nas cidades, é onde a vida acontece e onde os problemas aparecem! O prefeito e o vereador são as primeiras lideras públicas acionadas quando se identifica um problema na sociedade. São eles quem tem a responsabilidade de tomar as primeiras decisões quando surgem os problemas, daí a necessidade de termos pessoas qualificadas, preparadas e que sejam identificadas com o caminho que a sociedade espera. É fundamental que você conheça seus candidatos, saber quem são, o que desejam fazer pela cidade e se realmente têm condições de fazerem o que prometem. Saber qual o seu papel, como cidadão, para fiscalizar, cobrar e participar das transformações e decisões que vão mudar a cidade. As próximas semanas são para isso: você conhecer o candidato! Não se engane com promessas que sabemos não serão cumpridas ou com elogios, bajulações e “agrados ou presentes” que sabemos são temporários. A eleição, querendo os eleitores ou não, é a festa da democracia. Os escolhidos podem ser bons ou ruins, mas eles só chegam à vitória, se contarem com o seu voto! Lembrem-se disso e boa escolha!

Posts relacionados

Deixe um comentário

Proibido plagiar