Inicio Giro de Notícias Hospital Estadual da Criança completa dez anos com 280 mil crianças e gestantes atendidas na emergência

Hospital Estadual da Criança completa dez anos com 280 mil crianças e gestantes atendidas na emergência

Por urandionline

O Hospital Estadual da Criança (HEC) completa, nesta quarta-feira (26), dez anos de inauguração, com um total de 280 mil crianças e gestantes atendidas somente na emergência. Ao longo desse período, a unidade, que integra a rede de atendimento da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), também já realizou mais de 5 mil partos, 65 mil internamentos e mais de 27 mil procedimentos cirúrgicos.

 O secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, destaca que o hospital se tornou o principal hospital pediátrico da Bahia. “Hoje é um grande dia para a pediatria e para as crianças de nosso estado. Além de parabenizar os profissionais, posso afirmar que o Governo do Estado continua imbuído em fortalecer a pediatria e o atendimento a cirurgia pediátrica na Bahia”, pontua o secretário.  

Atualmente, o HEC, possui 240 leitos de internação e 31 de emergência e está apto para atendimento de média e alta complexidade, por meio do Acolhimento Com Classificação de Risco (ACCR); serviço de diagnose e terapia; internação; atividades de ensino e pesquisa; e ambulatório de especialidades médicas pediátricas, dentre elas urologia, pneumologia, cardiologia, ortopediatria e traumatologia, neurologia, nefrologia, infectologia, cirurgia pediátrica e oncologia.  

A unidade hospitalar também é composta por fisioterapeutas, nutricionistas, fonoaudiólogos, psicólogos, terapeutas ocupacionais, farmacêuticos, assistentes sociais, enfermeiros e técnicos de enfermagem. 

Somente em 2019, o hospital realizou mais de 70 mil atendimentos totais. “A Liga Álvaro Bahia, que faz a gestão do HEC há cinco anos, pôde compartilhar sua expertise frente ao Martagão Gesteira com a gestão à frente do HEC nesse período. Desde o início, o objetivo tem sido buscar a modernidade, eficiência e economia do gerenciamento de recursos”, ressalta o diretor-presidente da Liga, Carlos Emanuel Melo. 


Fonte: Ascom/Sesab 

Posts relacionados

Deixe um comentário

Proibido plagiar