Inicio Esportes Palmeiras elimina a Ponte e pega o Corinthians na final do Paulistão

Palmeiras elimina a Ponte e pega o Corinthians na final do Paulistão

Por urandionline

O Paulistão de 2020 será decidido com Dérbi. No começo da noite deste domingo, o Palmeiras venceu a Ponte Preta por 1 a 0 e garantiu classificação para a final do campeonato estadual. Enfrentará o Corinthians, que mais cedo havia batido o Mirassol pelo mesmo placar. Patrick de Paula, no final do primeiro tempo, fez o gol da classificação palmeirense em jogo muito bom na arena alviverde – os dois goleiros tiveram que se virar para evitar um placar mais amplo.

As finais

As finais serão em dois jogos. O primeiro será na quarta, às 21h30, em Itaquera. O segundo será no sábado, às 16h30, na arena palmeirense. As duas partidas serão sem presença de torcida.

Primeiro tempo

O goleiro Ivan e o travessão quase impediram que o Palmeiras saísse vitorioso no primeiro tempo. O goleiro da Ponte Preta fez ao menos três defesas decisivas, em chances claras de Rony (duas vezes) e Willian. O zagueiro paraguaio ainda cabeceou no travessão. Estas foram quatro das 12 finalizações alviverdes no primeiro tempo – números que mostram a superioridade do time de Vanderlei Luxemburgo, mas não fazem justiça à postura da Ponte, que também atacou o adversário e também fez o goleiro rival, Weverton, trabalhar. Em uma etapa movimentada, boa de ver, o gol poderia ter saído bem mais cedo, mas ficou para o último lance: um chute de fora da área de Patrick de Paula colocou o Verdão na frente. A bola desviou em Wellington Carvalho e enganou Ivan.

Segundo tempo

A Ponte voltou para o segundo tempo com duas substituições (entraram Danrley e Moisés, saíram Dawhan e Jeferson) e mais ímpeto ofensivo. E as chances não demoraram a aparecer. João Paulo chutou firma e obrigou Weverton a fazer boa defesa. Moisés driblou dois adversários e mandou chute perigoso. O Palmeiras reagiu e quase ampliou com Gabriel Menino, um dos melhores jogadores em campo. E viu Ivan se destacar outra vez ao parar desvio de Bruno Henrique. O jogo seguiu vivo, com a Ponte capaz de ameaçar de tempos em tempos, como em contra-ataque que quase resultou em gol de Roger. Mas as melhores chances antes do apito final foram de Gustavo Scarpa: em chute que acertou o travessão adversário e em desvio dentro da área, para fora.

Por:GE

Posts relacionados

Deixe um comentário

Proibido plagiar