Inicio Esportes No retorno aos gramados,Vitória empata com o Botafogo – PB

No retorno aos gramados,Vitória empata com o Botafogo – PB

Por urandionline

Foram 4 meses e 7 dias, desde a última vez que o Vitória disputou uma partida em 2020. Nesta quarta-feira, 22 de julho, o Leão retornou aos gramados com o empate em 1 a 1 diante do Botafogo-PB, no estádio Jóia da Princesa, válido pela última rodada da primeira fase da Copa do Nordeste 2020.

Com o resultado, o Rubro-Negro sacramentou a classificação para a segunda fase do torneio regional. A equipe comandada por Bruno Pivetti terminou com a segunda colocação do Grupo B, com 14 pontos, empatado com o líder Ceará, mas perdendo no critério de gols feitos na competição.

Com o calendário apertado, o Vitória não terá tempo nem para descansar. Logo nesta quinta, 23, o Leão da Barra voltará a campo, desta vez, contra o Bahia de Feira, pela sequência do Campeonato Baiano.

Leão a todo vapor

Em uma partida com tempos distintos, o Vitória dominou boa parte da primeira etapa. Com baixa compactação defensivo, o Belo tinha dificuldade em conter os avanços ofensivos do Vitória, que demonstrava muito mais criatividade, principalmente pelo lado esquerdo, com Carleto e Alisson Faias.

Logo na primeira subida, aos 6 minutos, Farias faz jogada em diagonal e arrisca um chutaço do meia da rua, mas a bola passou raspando a meta defendida pelo goleiro Felipe, formado nas divisões de base do Vitória. Dois minutos depois, em nova jogada trabalhada pela esquerda, Carleto colocou a bola na cabeça de Jordy que mandou para o fundo das redes.

Aos 24, Alisson Faria tentou novamente de fora da área e exigiu boa defesa do arqueiro do time paraibano. Em uma das poucas oportunidades de perigo à meta rubro-negra, aos 27, a defesa do Vitória vacilou e entregou nos pés de Rodrigo Andrade – atleta do Botafogo-PB -, que tocou para Lohan finalizar e Ronaldo operar um milagre.

Mudança de postura

O restante da primeira etapa configurou em um Botafogo-PB perdido em campo e com pouca organização ofensiva, não conseguido construir jogadas que chegasse com perigo ao gol do Vitória. Com isso, o comandante do Belo, Mauro Fernandes, foi para o intervalo sabendo que precisaria modificar a postura e a compactação do time na etapa final.

Para o segundo tempo, o treinador fez duas modificações, tirando Erivélton e Kelvin, dando lugar a Cássio Gabriel e Dico. Logo nos primeiros 15 minutos, as duas equipes pareciam se acomodar com a classificação e estavam sem ímpeto de jogo. As jogadas da equipe paraibana consistiam em aproveitar os espaços deixados pelo Vitória e apostar no contra-ataque.

Na base da insistência, em uma dessas subidas, aos 18, Juninho veio pela direita e cruzou na medida para Lohan, que cabeceou firme e deixou o goleiro Ronaldo sem o menor tempo de reação, empatando o placar no Joia da Princesa.

Protagonismo da arbitragem

A partida continuava morna, com bastante erros técnicos. Se não fosse o bastante, os times também passaram a abusar nas faltas. Somente entre os 20 e os 30 minutos do segundo tempo, foram quatro cartões amarelos distribuídos pelo árbitro.

O Belo só voltou a levar perigo na partida aos 38 minutos, após chute forte de fora da área de Rodrigo Andrade que exigiu bom reflexo do arqueiro rubro-negro. Antes do fim da partida, o Botafogo-PB ainda ficou na bronca com o árbitro, em decorrência da marcação irregular de um impedimento do jogador Mário Sérgio, que estava atrás da linha e sairia na cara do gol.

Com isso, as duas equipes terminaram o confronto satisfeitos com o resultado, que culminou com ambos os times com a classificação às quartas de finais na bagagem. Por um lado, o Belo receberá o Bahia, enquanto o Leão terá o Ceará como a próxima pedra em seu caminho.

Posts relacionados

Deixe um comentário

Proibido plagiar