Inicio Boca Maldita Omissão legislativa

Omissão legislativa

Por urandionline

A catimba

Considerada uma eleição atípica em virtude da pandemia do coronavirus, o pleito 2020 em Urandi está cada vez mais imprevisível diante da possibilidade de Zé Humberto não concorrer ao pleito. Assessores e militantes empurram o pré-candidato para a campanha, todos eles seguem catimbando o jogo, mais sabem que depende de um parecer favorável da justiça 

Jogo de estratégia

O adiamento das eleições municipais  provocou mudança nas estratégias dos candidatos a vereança. Alguns que já estavam em campanha em Urandi deram uma recuada para se resguardar. Na verdade, os candidatos mais experientes, para deixar de levar pau e gastar mais, sempre retardam a entrada em campo. Já, os “cabaços” se precipitam e acabam sempre levando desgaste pela falta de experiência contra as raposas.

A pandemia

A pandemia do coronavirus está provocando uma série de desistências de candidatos a prefeito e vereadores na Bahia e em todo pais. No caso dos prefeitos existe o temor de herdar municipalidades arrasadas e com salários atrasados e pagar o pato pelas demandas de saúde e educação não atendidas. Os alcaides dos pequenos municípios estão urrando e esta situação deixa os postulantes com a pulga atrás da orelha.

Via Direta

 O povão está longe do clima de eleição em Urandi e muitos candidatos a vereança estão se queixando da recepção do eleitorado. É que os políticos estão mais sujos do que poleiro e ainda podem transferir o temido coronavirus para seus eleitores. 

Embate Dorival do Carmo x Rui Costa

Quando é que o prefeito Dorival do Carmo vai se entender com o Governador Rui Costa? Assessores do prefeito futricam e estimulam o embate ao invés de funcionarem como bombeiros. Por diversas vezes Dorival bateu de frente com o governador através de redes sociais.

Demarcação de território

Abrem-se as cortinas e começa o espetáculo! Está em curso à peleja mais esperada nas últimas décadas em Urandi, envolvendo o projeto familiar de eleição de Zé Humberto contra o jovem urandiense Warley Oliveira. Ambos sinalizam claramente que decidiram pelo enfrentamento em novembro e como as onças  já começaram a demarcar território.

As avessas

Mas sem dúvidas quem vai levar mais cacete na disputa a prefeitura de Urandi, será o candidato do atual gestor. A oposição vai explorar os problemas enfrentados na saúde, na educação, no esporte e no social e deve ligar o pré-candidato Zé Humberto ao ex-prefeito Adonai Nina que tem elevada rejeição e é considerado uma pata de coelho as avessas para a campanha.

.Imprensa X Redes Sociais

Com a popularização do smartphone e o fácil acesso às redes sociais (facebook, Whatts app, Twitter) qualquer cidadão vira jornalista, repórter, etc. Pululam opiniões, soluções, políticas, xavecos e tantas também bobagens ditas a título de consertar o mundo e resolver as mazelas do Brasil, que realmente aquela máxima de que as eleições foram ganhas em disparos de whatss app nos deixa pensativos. Hoje a força de uma ideia pode ser impulsionada por quem domina a tecnologia e o poder de manipulação de massas, fazendo pessoas acreditarem nas famosas “fake News”, ou notícias falsas. Nesse ponto, o que alertamos é que a imprensa, ao contrário do que as mesmas fake News propagam, não perdeu seu lugar em meio as comunicações por contar com dois importantes diferenciais: Há sempre um veículo físico responsável pela notícia, e por trás dela, um profissional habilitado para tal. Fica a dica: É sempre melhor confiar em quem já está no batente há muito tempo.

Quadro desanimador

A coisa não está fácil pra ninguém, esse colunista que circula diariamente por diversos municípios, anda assustado com o número de residências que estão com placas de anúncios de vendas. Esse demonstrativo geralmente não é muito agradável, pois não é um fato isolado, deixando a entender que muitos moradores querem deixar a região. Outro fato estranho são os anúncios de que estão alugando somente a posse do terreno, visto que no local não existe nada construído, ou seja, ele não tem vontade de desfazer do imóvel, mas, busca uma renda mantendo a especulação imobiliária, apesar da crise.  

Omissão legislativa

A futura Câmara de Vereadores de Urandi vai ter que levar a sério no quesito fiscalização asfáltica da cidade. É inadmissível a qualidade do nosso asfalto que em poucos dias viram verdadeiros pedregulhos, fazendo com que o dinheiro desça pelo ralo. Um produto que é caríssimo o quilômetro, as autoridades não podem mais fazer do faz de conta que não enxergam. Ao longo dos anos o município é vítima desse acinte, sendo de péssima qualidade por falta de uma rigorosa fiscalização.

Jovem se destaca

Nessa caminhada política em Urandi, quem vem ganhando muitos espaços políticos, é Warley Oliveira, o jovem com muito carisma vem mostrando coerência política em suas decisões,arrancando sucessivos aplausos e elogios de quase todos segmentos da sociedade urandiense. Muitos urandienses, já cogitam como o favorito a cadeira do executivo municipal.

Ferramentas tecnológicas

Se a campanha política de 2018, para presidente da República, foi decidida através das tecnologias, essa corrida ao pleito municipal não será diferente. Quem souber utilizar essas ferramentas evidentemente vai agregar seu nome junto aos simpatizantes, podendo evidentemente sacramentar as intenções de votos junto ao eleitorado.

Aguardem o desfecho

Nos últimos dias vem circulando por bocas miúdas, que o nome de um político da região do sudoeste baiano, vai sair algumas peripécias do aludido cidadão. Segundo comentários, as acusações a vir à tona que envolve o dito cujo, é recheada de escândalos que provavelmente terá atenção especial da Polícia Federal. A fumaça foi levantada, e dentro de poucos dias poderá acontecer o veredito, por se tratar de assuntos que envolva políticos, de tudo é esperado. 

Posts relacionados

Deixe um comentário

Proibido plagiar