Inicio Giro de Notícias Com o uso de drones,ADAB inspeciona abatedouro de aves em Caetité

Com o uso de drones,ADAB inspeciona abatedouro de aves em Caetité

Por urandionline

Para colaborar com as fiscalizações, a ADAB (Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia), tem investido em novas tecnologias que apresentam resultados seguros e rápidos. Os drones da autarquia realizaram horas de vôo para captar imagens da inspeção final de um abatedouro de aves, que vai funcionar no município de Caetité.

O diretor de Inspeção de Produtos Agropecuários da ADAB, Rafael Mendes, ressalta que a nova tecnologia ajuda na regularização da cadeia produtiva de aves da região. “Já estávamos utilizando os drones, porém, foi a primeira vez que utilizamos na inspeção final. Os equipamentos otimizam os resultados, e assim que possível, vamos expandir para todas as operações”, ressalta. Para Mendes, a vista panorâmica que o drone proporciona é um diferencial significativo.

O empresário André Gumes, dono do abatedouro avícola, comenta sobre a nova ferramenta. “Interessante pois facilitou a inspeção na parte externa da indústria, principalmente nas lagoas de tratamento, avaliando a existência ou não de construções em local impróprio”, relatou. Gumes também diz que o uso de drone melhora e facilita o trabalho dos fiscais.

Inspeção ágil

“Os drones tem se tornado cada vez mais presentes na rotina de trabalho da ADAB, se constituindo em uma ferramenta fundamental, contribuindo para o êxito das ações, auxiliando a redução dos impactos ambientais causados pelas atividades irregulares e, ao mesmo tempo, facilitando a presença dos fiscais em áreas de difícil acesso. Agora também essa tecnologia passa a ser inserida nas ações da inspeção estadual e, nesse caso, teve um papel decisivo para a inspeção final de um novo empreendimento que fará parte da lista de abatedouros registrados na agência”, pontua José Cardeal Ramos, coordenador de Produtos Cárneos da ADAB.

O SPDI (Setor de Processamento Digital de Imagens) é vinculado à Coordenação de Vigilância Epidemiológica da agência. O SPDI foi criado através de Portaria em setembro do ano passado e a ADAB tem contado com a parceria do GRAER (Grupamento Aéreo da Polícia Militar da Bahia) para a formação dos pilotos que operam os equipamentos, e depois de seguirem um protocolo de segurança da aviação, são aptos a controlar os drones.

Esse passa ser o décimo quarto estabelecimento de abate avícola inspecionado em funcionamento na Bahia. “A principio, serão abatidas até mil aves diárias no abatedouro que é o único na região e certamente vai proporcionar uma alavancada na economia local, gerando emprego, renda e garantindo produtos de origem animal inócuos e de qualidade ofertados ao consumidor”, enfatiza Maurício Bacelar, diretor-geral da ADAB.

Posts relacionados

Deixe um comentário

Proibido plagiar