Inicio Brasil Anvisa diz que ‘não existem estudos conclusivos’ para o uso de ivermectina contra a Covid-19

Anvisa diz que ‘não existem estudos conclusivos’ para o uso de ivermectina contra a Covid-19

Por urandionline

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) disse nesta sexta-feira (10) que a ivermectina, medicamento antiparasitário, não tem comprovação científica de eficiência contra a Covid-19, doença causada pelo Sars CoV-2.

A nota de esclarecimento (veja a íntegra abaixo) explica que “é preciso deixar claro que não existem estudos conclusivos que comprovem o uso desse medicamento para o tratamento da Covid-19, bem como não existem estudos que refutem esse uso”.

A agência acrescenta que “até o momento, não existem medicamentos aprovados para prevenção ou tratamento da Covid-19 no Brasil” e, ainda, que as “indicações não previstas na bula é de escolha e responsabilidade do médico prescritor”.

Veja a nota da Anvisa:

Diante das notícias veiculadas sobre medicamentos que contêm ivermectina para o tratamento da Covid-19, a Anvisa esclarece:

Inicialmente, é preciso deixar claro que não existem estudos conclusivos que comprovem o uso desse medicamento para o tratamento da Covid-19, bem como não existem estudos que refutem esse uso.

Até o momento, não existem medicamentos aprovados para prevenção ou tratamento da Covid-19 no Brasil.

Nesse sentido, as indicações aprovadas para a ivermectina são aquelas constantes da bula do medicamento.

Cabe ressaltar que o uso do medicamento para indicações não previstas na bula é de escolha e responsabilidade do médico prescritor.

Posts relacionados

Deixe um comentário

Proibido plagiar