Inicio Bahia Estudantes da rede estadual vão às compras em toda a Bahia com a segunda parcela do vale-alimentação

Estudantes da rede estadual vão às compras em toda a Bahia com a segunda parcela do vale-alimentação

Por urandionline

O Governo do Estado liberou, nesta segunda-feira (8), a segunda parcela do Programa Vale-alimentação estudantil, que foi implantado devido à suspensão das aulas por causa da pandemia do novo Coronavírus. São mais R$ 44 milhões, que somados aos recursos da primeira parcela, somam R$ 88 milhões destinados à segurança alimentar dos cerca de 800 mil estudantes matriculados na rede estadual de ensino. O benefício é de R$ 55 por estudante. Nesta etapa, todos estudantes matriculados na rede estadual farão as compras com o cartão vale-alimentação em qualquer um dos 18 mil estabelecimentos que aceitem a bandeira Alelo nos 417 municípios, distritos e povoados da Bahia.

O secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, falou sobre o acesso ao benefício. “Iniciamos hoje o pagamento da segunda parcela no valor de R$ 55 por estudante. E aqueles que, por acaso, não receberam no mês passado e já acessaram o cartão, receberão duas parcelas, ou seja, o valor de R$ 110. Fizemos um grande mutirão nas escolas e com os Núcleos Territoriais e parcerias com as prefeituras, a Polícia Militar e os próprios estudantes, que nos ajudaram na entrega dos cartões”, afirmou o secretário, ao solicitar que sejam seguidas as normas de segurança por causa da pandemia. “Pedimos aos estudantes e seus responsáveis que evitem aglomerações no ato da compra, que se planejem para ir ao mercado, que mantenha o distanciamento mínimo entre as pessoas, que usem máscaras e álcool em gel”, acrescentou.

A estudante Bruna da Conceição das Neves, 16, 8º ano, do Colégio Estadual Mestre Moa do Katendê, localizado em Salvador, foi cedo em um supermercado no bairro Ogunjá para fazer as suas compras. “Esta ajuda do Governo do Estado é muito importante neste isolamento social, pois vai permitir que muitos estudantes como eu tenham a alimentação garantida e de qualidade em casa. Optei por pegar alimentos como macarrão, carne, banana, leite e outros”, disse.

O estudante Lucas Góes, 17, 3o ano, do Colégio Estadual Manoel Devoto, localizado em Salvador, também já realizou as suas compras com o cartão-alimentação em um supermercado no bairro Vale das Pedrinhas. “Estou muito contente com esta oportunidade, pois pude comprar alimentos como feijão e macarrão e outros que vão servir para mim e à minha família. Esta ajuda veio em uma boa hora, porque minha mãe está desempregada e este benefício vai nos ajudar muito”, destacou.

O cartão vale-estudantil é destinado, exclusivamente, para a compra de gêneros alimentícios, como feijão, arroz, macarrão, carne, frango, frutas, verduras, café e leite, sendo que a aquisição dos alimentos é de livre escolha dos estudantes. A Secretaria da Educação do Estado reforça a orientação para que vá ao supermercado apenas um membro da família, seguindo todas as normas de segurança, como o uso de máscaras de proteção individual, em função da pandemia pelo novo Coronavírus.

Interior

De posse dos cartões, os estudantes do interior também estão realizando suas compras com tranquilidade. É o caso de Davi Cauan Costa, 16, 1º ano, do Colégio Estadual Luiz Viana Filho, em Candeias, que desde a primeira etapa já está fazendo as compras com o cartão. “Este benefício é muito importante, pois está servindo para complementar a renda da minha família. Agradeço ao Governo do Estado por nos proporcionar isto, porque ajuda a muitas famílias necessitadas neste momento de isolamento social”, afirmou.

O estudante Igor de Oliveira, 16, 1° ano, do Colégio Estadual Padre João Montêz, localizado no município de Pojuca, também pegou o cartão desde a primeira etapa e fala sobre a importância do benefício para ele e sua família. “ Este auxílio de R$ 55 me ajuda bastante, pois posso comprar alimentos para a minha casa”, disse.
Fonte: Ascom/ Secretaria da Educação do Estado

Posts relacionados

Deixe um comentário

Proibido plagiar