Inicio Boca Maldita Urandi: Secretários com altos salários aguardam inertes e bem protegidos a pandemia passar

Urandi: Secretários com altos salários aguardam inertes e bem protegidos a pandemia passar

Por urandionline
187 Visualizações

Infecção

Urandi virou um caos e registrou uma curva crescente de infectados. Pois bem, caros urandienses, enquanto o prefeito Dorival do Carmo através de áudios que circulam em grupos de whatsapp fala  pelos cotovelos de dificuldades etc, o Covid-19 se espalha de forma assustadora no município.

Calamidade

Embora a decretação de calamidade pública afaste em tese as formalidades da lei para aquisição dos materiais, equipamentos e imóveis para combater a pandemia, não significa que tais compras possam ser feitas sem obediência aos princípios constitucionais da legalidade, publicidade e economicidade, entre outros. A calamidade não é uma regra geral sem critérios, sem lei. Não serão poucos os ordenadores de despesas que vão ser levados à UTI judicial por usar a calamidade pública para malfeitos. Estamos  vivendo uma tragédia sem limites.Estamos de olho!

Inércia

“Todo corpo continua em seu estado de repouso ou de movimento uniforme em uma linha reta a menos que seja forçado a mudar aquele estado por forças aplicadas sobre ele”, eis aí uma boa definição dada pela primeira lei de Newton que traduz a atual situação em que se encontra a Secretaria Municipal de Saúde, sob controle de Péricles Thiago.

O secretário articula bem as palavras, mas, de concreto, não explica nada em relação às ações administrativas adotadas pela pasta que administra. suas palavras não passam de um lero lero sem um resultado prático.

Inertes

Na medida em que o Covid 19 obriga em geral a centenas de famílias permanecerem em casa, em particular as pessoas mais pobres, não há notícia de uma ação solidária dos secretários do governo municipal para minimizar a fome de quem passa necessidades. Sorte dos desafortunados é a rede de solidariedade que se formou entre cidadãos anônimos que têm promovido campanhas recolhendo cestas básicas para serem distribuídas a quem não tem alimentos para comer por falta de trabalho em razão do isolamento social. Do alto do executivo municipal, secretários com altos salários aguardam inertes e bem protegidos a pandemia passar.

Quarentena

A coluna tentou ouvir o secretário de saúde Péricles Thiago, mas foi inútil e ao que tudo indica, ele optou pelo isolamento, assim como seu comandante. A marca é evitar o Urandi On Line  e se comunicar pelas próprias redes sociais. E seguir esta turma em tempo real é como se fosse uma dose excessiva prescrita da droga.

Infectados

Hoje, com o surto do COVID 19 em Urandi, a disputa eleitoral rumo à sede do poder executivo está  em quarentena e o vírus assumiu as manchetes dos principais sites da região.

Prognósticos

Em todo o mundo é unânime entre os cientistas que esta pandemia exige esforços de todos, em particular dos governos. Em Urandi  explodiu  o número de pessoas contagiadas,  o que vai impactar a rede pública de saúde, que já é caótica. As pessoas mais pobres e suscetíveis à sujeira por falta de serviços públicos básicos serão as mais afetadas .

Ideologização

Desde que a pandemia do Covid 19 se instalou no país, ceifando vidas em todos os estados e no mundo, os grupos que se rivalizam nas redes sociais transformaram o combate ao vírus em uma disputa ideológica. Os Médicos, por exemplo, os mesmo que fazem o juramento de Hipócrates, entram nesta onda e deixaram de lado os protocolos da ciência para comentar a pandemia nos seus aspectos políticos.

Tragédia

O trágico é que a insanidade ideológica provocada hoje em parte do mundo científico é a mesma que Hipócrates, grego considerado “pai da medicina” pelo mundo ocidental, verificava em face da medicina primitiva. Nos relatos sobre o grego podemos verificar que, enquanto muitos pensadores da época concentravam seus esforços na natureza em geral ou na moral e política, Hipócrates concentrava-se em observar e compreender o funcionamento do organismo humano, na esperança de encontrar explicações racionais para os males que atingem a saúde humana. O pensamento racional de Hipócrates resiste até hoje no enfrentamento das pandemias, embora alguns discípulos acometidos pelo vírus da política optem em previsões que remontam a idade da pedra.

Protagonismo

O comportamento da enfermagem no enfrentamento da pandemia é impecável. Prova são as homenagens que os profissionais do cuidar estão recebendo publicamente mundo afora, inclusive por autoridades políticas. A enfermagem assumiu um protagonismo nesta guerra contra a pandemia idêntica às desempenhadas por Florence Nightingale – enfermeira pioneira em tratamento das feridas na Guerra da Crimeia (península anexada pela Rússia). Razão pela qual são os profissionais que mais tombaram nesta guerra e permanecem ao lado dos doentes nas vinte e quatro horas seguidas nas enfermarias e nas Unidades de Terapias Intensivas, protagonizando o lado mais humano da atenção à saúde: o cuidado.

Pegou ar!

O prefeito Dorival do Carmo (PP) pegou ar: “o governador Rui Costa faz muita propaganda, mas não estou vendo nada em nosso município nem na nossa região, isso é fato”. O gestor faz parte da base do governo do estado.

Roleta Russa

A decisão de alguns prefeitos e governadores de flexibilizar o isolamento na maioria das cidades do país pode custar ainda à população em geral muita tristeza, em particular aos mais pobres. Os números de infectados aumentam exponencialmente desde a retomada, mesmo paulatinamente. Os percentuais de mortes também seguem a mesma curva ascendente.

Posts relacionados

Deixe um comentário