Inicio Entretenimento Pablo Vittar arrasta pipoca colorida pela primeira vez no Circuito Osmar

Pablo Vittar arrasta pipoca colorida pela primeira vez no Circuito Osmar

Por urandionline

Pela primeira vez no Circuito Osmar (Campo Grande), a cantora Pabllo Vittar desfilou, vestida de Barbie, no trio sem cordas da baiana Nêssa, arrastando uma multidão fantasiada de alegria neste domingo (23). de folia. Ao som da música “Parabéns”, gravada com a banda Psirico, os fãs que esperavam ansiosamente a estreia da drag agitaram a passarela Nelson Maleiro. “É sempre uma emoção muito grande, o circuito é tradicional e carrega a história do Carnaval. Agradeço a oportunidade”, declarou.

A artista, ícone do público LGBTQIA+, cantou seus principais sucessos, dentre eles “K.O”., “Problema seu” e “Seu crime”. A pipoca fantasiada que acompanhava a apresentação da artista e seus bailarinos não tirava os olhos da performance da drag. “Os vittalovers são maravilhosos”, comentou a artista sobre o carinho dos fãs.

Cláudio Soares, usando uma tiara do novo hit da cantora, “Amor de que”, falou sobre a diversidade no Carnaval. “Essa é uma pipoca da inclusão, aqui todo mundo é bem-vindo, não somente o público LGBTQIA+”. Vestido e maquiado de cor-de-rosa, Thiago Santos destacou a importância da representatividade e militância no Carnaval.  “A gente vai para a rua levando paz, amor e exigindo respeito”.

O turista inglês Benjamin Thompson, veterano do Carnaval de Salvador, disse não se cansar de admirar a multidão atrás do trio. Destacou os variados estilos musicais que vem acompanhando na avenida e revelou que o sucesso de Pablo Vittar já chegou do outro lado do Atlântico.

Agenda – Pabllo Vittar ainda se apresenta no Carnaval deste ano no Circuito Dodô nessa segunda (24). Em 2018, primeira vez dela na folia momesca, ela puxou o trio independente com um visual cowgirl. No ano passado, a cantora usou uma fantasia de mulher gato para arrastar a multidão da Barra à Ondina.

Foto: Jefferson Peixoto

Posts relacionados

Deixe um comentário

Proibido plagiar