Inicio Esportes Liverpool vence Flamengo e conquista seu primeiro Mundial de Clubes

Liverpool vence Flamengo e conquista seu primeiro Mundial de Clubes

Por urandionline

O Liverpool se sagrou neste sábado campeão do Mundial de Clubes de 2019 após derrotar na final de Doha o campeão da Copa Libertadores, o Flamengo, por 1 a 0, com um gol na prorrogação do atacante Roberto Firmino (99).

Em um grande jogo, com chances para os dois lados, os ‘Reds’ só conseguiram marcar aos 9 minutos da prorrogação, quando Firmino recebeu na área, se livrou da marcação, e tocou para o fundo das redes do goleiro rubro-negro Diego Alves. Trinta e oito anos depois da final do Mundial Interclubes em Tóquio de 1981, o Liverpool deu o troco na equipe brasileira.

O atual líder do campeonato inglês conseguiu superar o cansaço depois de uma maratona de jogos que o calendário o obrigou a fazer e conseguiu fazer brilhar seu trio ofensivo formado por Sadio Mané, Mohamed Salah e Roberto Firmino.

– Lá e cá –

O jogo começou no estádio lotado de Khalifa, em Doha, no Catar, com o Liverpool criando mais chances de abrir o placar.

Já no primeiro minuto de jogo, o atacante brasileiro do time inglês, Roberto Firmino, recebeu um ótimo lançamento, e ficou cara a cara com o goleiro Diego Alves. Ele chutou mas a bola subiu demais.

Três minutos depois foi a vez do egípcio Mohamed Salah receber um passe em profundidade na direita. Ele superou o zagueiro Filipe Luís na velocidade e recuou para Naby Keita. O meia guineense chutou mas sem perigo para o goleiro rubro-negro.

Aos 6 minutos o lateral Alexander-Arnold assustou com um chute cruzado perto da trave direita de Diego Alves.

Mas após esse início intenso do Liverpool, o Flamengo de Jorge Jesus reagiu e equilibrou a partida.

Aos 18 minutos, Rafinha cruzou e Bruno Henrique cabeceou e a bola bateu no zagueiro Joe Gomez. Gabigol pegou a sobre e chutou mas a bola foi afastada pela defesa do Liverpool.

Pouco depois o atacante Bruno Henrique começou a aparecer e a dar trabalho para a defesa inglesa.

Aos 23, Alisson falhou na reposição, que acabou sendo interceptada por Willian Arão. Bruno Henrique avançou pela esquerda e cruzou mas Van Dijk afastou.

Apenas três minutos depois, o atacante do Flamengo recebeu um ótimo lançamento de Pablo Marí e penetrou na área. Mas seu chute foi travado por Joe Gomez.

O Flamengo insistia e já se mostrava melhor em campo do que o Liverpool. Aos 32 minutos Rafinha cruzou e Bruno Henrique cabeceou. Mas a bola explodiu novamente em Joe Gomez. Os jogadores do time carioca pediram um toque de mão do zagueiro do Liverpool mas o árbitro mandou seguir.

O Liverpool acordou e aos 37 Rafinha errou um passe para Everton Ribeiro após um escanteio. Salah puxou um contra-ataque pela esquerda e tentou uma inversão. Mas Filipe Luís conseguiu afastar o perigo.

– 2° tempo equilibrado –

A segunda etapa teve menos chances reais de gol, apesar do bom futebol mostrado pelas duas equipes.

Mas no primeiro minuto Roberto Firmino recebeu um passe de Henderson, deu um chapéu em Rodrigo Caio dentro da área e chutou. Para o alívio dos rubro-negros a bola bateu na trave e foi para fora.

Aos 4 minutos, Arnold dominou pela esquerda e cruzou para Salah que chutou, mandando a bola perto da trave esquerda do Flamengo.

Aos 7 e 8 minutos, foi a vez de Gabigol, até então discreto na partida, aparecer para finalizar. Na primeira a bola subiu demais e na outra chance Alisson mandou para escanteio. Aos 24, o artilheiro do Campeonato Brasileiro ainda tentou uma bicicleta, que foi defendida por Alisson.

O Liverpool respondeu aos 31 minutos, quando Salah recebeu uma assistência de Keita e chutou para o fundo das redes. Mas o gol foi imediatamente anulado devido ao impedimento claro do egípcio.

Aos 36 minutos, Jorge Jesus colocou no lugar de Everton Ribeiro o veterano Diego, que foi um ‘talismã’ nas últimas decisões.

Mas o susto veio aos 40 por parte dos ingleses, quando após um contra-ataque, Mané tocou para Salah que deu um toque para Henderson. O meia soltou a bomba que tinha endereço certo mas Diego Alves afastou com um leve toque.

Mas a torcida rubro-negra prendeu a respiração quando Mané partiu em velocidade e foi derrubado por Rafinha na entrada na área. O árbitro marcou pênalti mas após consultar o VAR anulou a penalidade máxima e a falta também.

– Gol na prorrogação –

Após os 90 minutos regulamentares de muitas chances criadas em ambos os lados, os dois times entraram na prorrogação com uma certa cautela, sem arriscar muito, talvez pelo desgaste.

Aos 8 minutos veio o gol do Liverpool. Mané recebeu um ótimo lançamento de Henderson, ajeitou e tocou para Firmino dentro da área. O brasileiro dominou, se livrou de Rodrigo Caio e tocou para o fundo das redes.

Dois minutos depois, Sallah poderia ter ampliado da entrada da área quando soltou uma bomba e Diego Alves fez uma bela defesa.

No início da segunda etapa da prorrogação, Diego arriscou de fora. A bola bateu na zaga e Gabigol tentou aproveitar a sobra, mas a bola foi para fora.

A grande chance que poderia ter levado a decisão para os pênaltis veio aos 14 minutos do segundo tempo. Com os rubro-negros partindo para o ‘tudo ou nada’ Vitinho recebeu na direita e cruzou para trás onde encontrou Lincoln, livre na área. Mas o jogador do Flamengo desperdiçou, chutando alto demais.

Com o apito final, a torcida do Liverpool, em grande número no Estádio Internacional Khalifa pôde enfim soltar o grito de campeão mundial. A equipe inglesa havia perdido o título em três outras ocasiões: 1981 perdeu para o próprio Flamengo, em 1984 foi derrotada pelo Independiente da Argentina e em 2005 perdeu para o São Paulo.

Por:AFP

Foto:AFP / Giuseppe CACACE

Posts relacionados

Deixe um comentário

Proibido plagiar