Inicio Polícia Treze presos em grupo envolvido com tráfico e roubos a bancos

Treze presos em grupo envolvido com tráfico e roubos a bancos

Por urandionline

Parte de uma facção envolvida com tráfico de drogas e roubos a bancos foi desarticulada, nesta terça-feira (17), durante megaoperação coordenada pelo Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco). Com a organização criminosa foram apreendidos 60 kg de maconha, cocaína e crack, arma, R$ 18 mil em espécie, veículos, entre outros materiais.
O grupo era investigado há um ano e dois meses e o trabalho foi intensificado após a morte de José Francisco Lumes, o ‘Zé de Lessa’, fundador da facção.

Com a ampliação das ações de inteligência, chegamos ao nome de Cristiano da Silva Moreira, o ‘Dig Now’, atualmente Ás de Ouro do Baralho do Crime da SSP e líder da organização criminosa. Os capturados participavam ativamente das ações delituosas e faziam parte dos primeiro e segundo escalões”, comentou a coordenadora de Narcóticos do Draco, delegada Andréa Ribeiro.

A titular da unidade ressaltou ainda que dos 14 mandados cumpridos, dois foram contra detentos. George Ferreira Santos, 25 anos, o “Neguinho”, atualmente cumprindo pena no Maranhão pelo roubo de 100 milhões de reais, na cidade de Bacabal, e Tiago Conceição da Silva, 32, custodiado no presídio de Simões Filho, Região Metropolitana de Salvador.

Completaram a lista de presos Joseval Roque dos Santos, 47, Jadson Santos Leal, 23, filho de Jão de Pirajá, Anayrã Santos de Aragão, 25, irmã de Neguinho, Carlos Eduardo Silva Santana, 40, Daniel Cícero da Silva, 51, Edivan Gomes da Silva Passos, 33, Juraci Correia dos Santos Júnior, 26, Sidielson Rodrigues Silva, 35, Marcelo Massena Soares, 37, Abraão Oliveira Lopes, 20, e Ilana Kelly Pereira Santos, 20. Com mandados de prisões preventivas, depois de prestarem depoimentos, todos serão encaminhados para o sistema prisional.

Líder em Pirajá

Um dos principais alvos da megaoperação e também com mandado de prisão, João Teixeira Leal, o “Jão de Pirajá”, “JJ” e “Velho”, 49, acabou não resistindo a confronto. Ele reagiu durante cumprimento da ordem judicial e terminou ferido. Chegou a ser socorrido, mas faleceu.

“Ocuparemos a região de Pirajá com o Batalhão de Choque, através da Patamo. Sempre fazemos isso depois de grandes operações”, destacou o comandante do Policiamento Especializado (CPE) da PM, coronel Sérgio Freire.

O diretor do Draco, delegado Marcelo Sansão, por sua vez, agradeceu a todas as equipes da PC, PM, PRF, SI da SSP, DPT, Seap e da Civil do Maranhão pelo apoio. “Seguiremos agora buscando Dig Now e em breve efetuaremos a prisão dele”, concluiu.

Fonte: Ascom/Alberto Maraux

Posts relacionados

Deixe um comentário

Proibido plagiar