Inicio Política Joseildo defende cassação de deputado bolsonarista que quebrou placa em exposição sobre a consciência negra

Joseildo defende cassação de deputado bolsonarista que quebrou placa em exposição sobre a consciência negra

Por urandionline

O deputado federal Joseildo Ramos (PT) defendeu, nesta quarta-feira (20), dia da Consciência Negra, a cassação do deputado Coronel Tadeu (PSL), que ontem (19) quebrou uma placa com uma charge em alusão ao genocídio dos jovens negros. Em discurso no plenário da Casa, Joseildo condenou a banalização de atos dessa natureza. “Foi um ato que envergonhou a todos. Não podemos deixar isso em branco. O ato teve uma razão, de intimidar e vedar o debate sobre violência policial, racismo, intolerância e se constituiu em mais uma ataque a democracia nesta Casa. Não tem outra saída contra esse crime, contra a falta de decoro parlamentar a não ser a cassação do mandato do deputado”, defendeu.

O parlamentar fez paralelo com a fala do deputado Eduardo Bolsonaro, também do PSL, que defendeu o retorno do AI-5, além de sugerir o retorno da placa que foi atacada retornasse para exposição nos corredores da Câmara. Joseildo lembrou ainda dos últimos casos de violência que não podem ser esquecidos como a morte de seis crianças no Rio de Janeiro, vítimas de ação policial, o caso de um artista negro, morto com 80 tiros e de um ex-deputado que recentemente humilhou um porteiro no DF porque não permitiu que o entregador de pizza subisse ao seu apartamento.

“A banalização desses episódios testemunham contra a nossa responsabilidade. A presidência da Casa não pode tergiversar senão estará ajudando a banalizar mais esse ato contra democracia. É lamentável que fatos como esses continuem acontecendo quando deveríamos estar comemorando hoje a luta da verdadeira emancipação do povo negro do nosso país”, concluiu.

Posts relacionados

Deixe um comentário

Proibido plagiar