Inicio Esportes CSA respira com vitória e tira o Corinthians do G-6

CSA respira com vitória e tira o Corinthians do G-6

Por urandionline
Time alagoano faz valer o fator casa e se mantém vivo na luta contra o rebaixamento; Timão chega ao sétimo jogo sem vitória

Com o estádio Rei Pelé lotado, o CSA conquistou nesta quarta-feira uma importante vitória diante do Corinthians, por 2 a 1, gols marcados por Apodi e Ricardo Bueno, ficando a um ponto de escapar da zona de rebaixameno. O Timão descontou com Pedrinho, que se emocionou com o gol feito contra o time da infância, mas não conseguiu findar o jejum de vitórias, que já dura sete jogos, caindo para a sétima colocação. A pressão aumenta ainda mais sobre o técnico Fábio Carille. Após a partida, o presidente Andrés Sanchez detonou os jogadores.

  • Como foi o primeiro tempo

    Brilhou a estrela de Pedrinho em Maceió, sua terra natal. Na reta final do primeiro tempo, o jovem meia-atacante do Corinthians marcou um belo gol em chute de dentro da área, empatando o confronto depois de um primeiro tempo apático do Timão. Antes da bola rolar, havia sido homenageado pelo ex-clube. A bola rodou muito nos pés dos defensores Gil, Manoel, Danilo Avelar e Fagner. O CSA, por sua vez, foi avançando no campo de ataque na medida em que o rival se fechava atrás e mostrava pouca intensidade. Aos 24 minutos, Apodi abriu o placar após ganhar de Fagner e bater no canto direito de Cássio. Jogada que começou em falha de Sornoza ao tentar lançamento da defesa para o meio-campo. Assim, a etapa inicial terminou em 1 a 1.

  • Como foi o segundo tempo

    Ricardo Bueno precisou de 34 minutos para dar alegria à torcida do CSA presente no Rei Pelé. Se CSA e Corinthians protagonizavam um segundo tempo morno até então, o camisa 9 apareceu sozinho na área para aproveitar cobrança de escanteio de Celsinho e mandar no canto direito de Cássio, que se esticou, mas não conseguiu fazer a defesa. O Timão havia esboçado uma melhora de desempenho nos primeiros minutos, com a entrada de Mateus Vital no lugar de Sornoza. Junto com Vital, Clayson e Pedrinho tentaram puxar o time para o campo de ataque, mas não tiveram sucesso na missão de buscar a vitória.

    Por:GE

Posts relacionados

Deixe um comentário

Proibido plagiar