Inicio Bahia Campanha Ligadas por Fios é lançada pela SSP com doações de cabelo

Campanha Ligadas por Fios é lançada pela SSP com doações de cabelo

Por urandionline
A campanha ‘Ligadas por Fios’ foi lançada pela Secretaria da Segurança Pública (SSP), por meio da Superintendência de Prevenção à Violência (Sprev), na tarde desta quarta-feira (25). O objetivo é recolher, em doações, partes de cabelos para a confecção de perucas, que serão entregues a mulheres e crianças no processo de tratamento da doença. Lenços, turbantes e bonés também são bem-vindos.
Servidoras, madrinhas e parceiras da campanha deram o pontapé para as doações, depositando mechas nas urnas e turbantes. A lista dos pontos de colaborações está disponível no site da SSP.
O projeto foi inspirado no Instituto Amor em Mechas. “Estou emocionada em poder levar essa ideia para diversos pontos do Brasil. Fui diagnosticada com câncer de mama em 2015, ganhei uma peruca em 2016 e, dali em diante, quis que todas as mulheres nessa situação pudessem ter esta experiência de elevação da autoestima. Isso é muito importante para nós. Fico feliz com esta parceria com a SSP”, destacou a designer Débora Pieretti, que iniciou o Amor em Mechas em 2017.
O superintendente da Sprev, coronel PM Lázaro Raimundo Oliveira Monteiro, contou sobre o desenvolvimento da ação na esfera da Segurança. “Montamos o projeto e acreditamos nele desde o início. Agradeço a todos os parceiros e colaboradores pelo apoio em fazer isso tudo acontecer. O nosso trabalho aqui é mostrar, cada vez mais, que polícia e comunidade andam juntos”, declarou.
Já o secretário da Segurança Pública, Maurício Tele Barbosa, ressaltou a relevância do projeto para a instituição. “Quando criamos a Sprev, tivemos uma perspectiva que vai além das atividades repressivas. Nós identificamos a importância da prevenção. Ter a ‘Ligadas por Fios’ funcionando com todo este apoio me faz reforçar que este trabalho é o alicerce para o restante”, afirmou.
Durante o lançamento do evento, um estande da marca de cosméticos capilares Amávia foi montado na recepção do Centro de Operações e Inteligência, disponibilizando cortes de mechas para doação e estimulando a ação solidária. Diversas servidoras públicas, dentre elas policiais, aproveitaram a oportunidade para realizar a entrega.
Primeiras doações 
A jornalista Silvânia Nascimento, lotada na assessoria de comunicação, foi a primeira servidora a depositar uma mecha na urna do COI. Ela comentou a sensação de poder colaborar com a ação social. “Quando eu conheci a história da criadora do projeto Amor em Mechas, instituição que faz o recolhimento das doações e a transformação em perucas, senti imediatamente a obrigação de colaborar”, revelou.
Até o dia o dia 22 de outubro, as madrinhas das campanhas conduzem a divulgação do projeto com o objetivo de estimular a participação das baianas de todos os setores. Integrante do grupo de colaboradoras, Laíse Leite, proprietária de um estúdio de extensão capitar, também depositou madeixas no primeiro dia.
Fonte: Ascom/SSP

Posts relacionados

Deixe um comentário

Proibido plagiar