Inicio Esportes Futebol feminino ganha, pela primeira vez, projeto de iniciação esportiva em Salvador

Futebol feminino ganha, pela primeira vez, projeto de iniciação esportiva em Salvador

Por urandionline
São 150 vagas ofertadas gratuitamente, priorizando meninas de 7 a 17 anos de escolas públicas municipais e estaduais
O futebol feminino já pode comemorar a conquista de um projeto de iniciação esportiva para a prática regular da modalidade. A partir desta segunda-feira, 09/09, escolas estaduais e municipais de Salvador localizadas nos bairros do entorno do Estádio de Pituaçu começam a ser visitadas para divulgação e inscrição ao Projeto Esporte na Cidade, com oferta de 150 vagas exclusivas e gratuitas para o público feminino.
A iniciativa tem o apoio da Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (Sudesb), autarquia da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte do Governo da Bahia. A realização é da organização social De Peito Aberto – Incentivo ao Esporte, Cultura e Lazer, com patrocínio do Itaú e do SporTV por meio da Lei Federal de Incentivo ao Esporte.
“É uma grande alegria para nós, da Sudesb, iniciarmos este projeto. Tínhamos uma dívida com o segmento esportivo feminino do futebol. Trata-se de um projeto piloto, mas a nossa intenção é tornar este núcleo modelo e ampliar o atendimento nos próximos anos, interiorizando, inclusive, a ação. Para isso, contamos com a parceria também da Secretaria de Políticas para as Mulheres”, informa o diretor geral da autarquia do esporte, Vicente Neto.
Totalmente gratuitas, as aulas acontecerão às segundas e quartas-feiras, das 8h às 14h e das 14h às 17h, no Estádio de Pituaçu, sempre respeitando o contraturno escolar das alunas.

Esporte na Cidade – O projeto, que está em seu nono ano, já atendeu milhares de crianças em diversas modalidades esportivas. “Agora, vamos iniciar um novo ciclo com o futebol feminino. Será um momento muito importante para todos nós, já que essa é a modalidade que mais cresce no Brasil. Com a estrutura oferecida pelos parceiros envolvidos, tenho certeza de que será um sucesso”, vislumbra Rodrigo Porto, coordenador técnico do projeto.

Hilda Fausto – Ascom Sudesb)
Samuel Santos (Ascom De Peito Aberto)

Posts relacionados

Deixe um comentário

Proibido plagiar