Inicio Bahia BA-160, de Ibotirama a Bom Jesus da Lapa,vai passar por recuperação

BA-160, de Ibotirama a Bom Jesus da Lapa,vai passar por recuperação

Por urandionline
A região do Velho Chico se destaca pela presença de 1/3 dos parques solares baianos, a pecuária e a produção de frutas como manga, mamão, abacaxi e banana. Para contribuir na atração de investimentos em energia solar no estado, na criação de gados e na fruticultura, a Secretaria de Infraestrutura da Bahia (Seinfra) irá recuperar aproximadamente 136 km da BA-160, que liga Ibotirama a Bom Jesus da Lapa, passando por Paratinga.
O aviso de licitação para a restauração e manutenção desse trecho da BA-160 foi publicado no Diário Oficial do Estado (D.O.E) de sábado (31). A abertura dos envelopes com as propostas está prevista para 22 de outubro. A rodovia fica localizada na margem direita do Rio São Francisco, considerado o maior rio em território brasileiro, e faz a ligação com o sudoeste baiano.
Além dos serviços na região, será feita a recuperação de mais 610 quilômetros de rodovia na Chapada Diamantina. A BA-046, de Itaberaba a Iaçu, a BA-245, de Iaçu ao entroncamento da BA-142, passando por Itaetê, a BA-142, do entroncamento da BR-242 ao distrito de Sussuarana, passando por Andaraí, Mucugê, Barra da Estiva, Ituaçu e Tanhaçu, e da BA-148, do entroncamento da BR-242 até Rio de Contas, passando por Abaíra, também vão passar por obras.
“No Velho Chico, outra novidade é a construção do novo aeroporto de Bom Jesus da Lapa. A licitação para implantação do equipamento aeroviário tem a previsão de ser publicado até o mês de outubro”, ressalta Marcus Cavalcanti, secretário de Infraestrutura. O aeroporto ficará localizado em uma nova área patrimonial para poder permitir a operação com voos regulares, além das atividades com aviação geral. O investimento é de aproximadamente R$ 20 milhões.
Mais Obras
No Velho Chico, a pavimentação em cerca de 31 km da BA-160, entre Morpará e Quixaba, foi concluída no mês de julho. A obra realizada pela Seinfra vai atender 45 mil moradores de Barra e Ibotirama, junto com Morpará. Além disso, beneficiará o desenvolvimento econômico da agricultura e da pecuária na região.

Fonte: Ascom / Seinfra

Posts relacionados

Deixe um comentário

Proibido plagiar