Inicio Esportes Ceará vence e encerra invencibilidade de quase um ano do Palmeiras no Brasileirão

Ceará vence e encerra invencibilidade de quase um ano do Palmeiras no Brasileirão

Por urandionline
Com polêmicas do VAR, donos da casa derrubam o líder do torneio, que não perdia um jogo na competição desde 25 de julho de 2018

Resumão

Coube ao Ceará a façanha de derrubar a incrível sequência invicta do Palmeiras no Campeonato Brasileiro. O 2 a 0 deste sábado, em Fortaleza, pela 11ª rodada, foi a primeira derrota do líder neste atual torneio e desde o dia 25 de julho, ainda pela competição de 2018, quando caiu para o Fluminense. A vitória afasta o Ceará da zona de rebaixamento. Já o Palmeiras amarga o segundo revés da semana: na quarta, foi eliminado pelo Internacional na Copa do Brasil.

1º tempo

Todos esperavam que o Palmeiras, que tem jogo da Libertadores na terça, entrasse em campo com um time misto em Fortaleza. Mas, após a eliminação na Copa do Brasil, Luiz Felipe Scolari colocou os titulares em campo. Mesmo assim, o Ceará, em casa, foi melhor. Desorganizados, os visitantes deram poucos sustos. Os alvinegros foram melhores e marcaram o gol aos 31 minutos em contra-ataque – mas teve polêmica

2º tempo

Com a desvantagem, o Palmeiras pressionou o Ceará, que pouco reagiu. Felipão tirou Scarpa e colocou Willian, deixando a equipe mais ofensiva – o Palmeiras terminou o jogo com 21 finalizações. Aos 22 minutos, o juiz marcou pênalti quando a bola bateu na mão de Luiz Otávio dentro da área, mas cancelou após consultar o VAR. Logo em seguida, Leandro Carvalho aproveitou um chutão da defesa, ficou na cara de Weverton e marcou um golaço de cobertura – foi o primeiro toque dele na bola no jogo.

VAR polêmico

Teve falta no começo da jogada do gol do Ceará. Mas a validação do gol foi correta, segundo o comentarista Paulo César de Oliveira. Segundo ele, o lance não era claro e era de interpretação – caso que não leva a revisão pelo VAR, de acordo com o protocolo. Veja a análise do ex-árbitro:

No segundo tempo, o árbitro Rodrigo D’Alonso também cancelou um pênalti marcado a favor do Palmeiras quando a bola bateu no braço de Luiz Otávio. Para PC de Oliveira, a revisão do lance foi correta.

Público e renda

Público Pagante: 31.556

Público Total: 32.287

Renda: R$ 958.408,00

Por:GE

Posts relacionados

Deixe um comentário

Proibido plagiar