Inicio Esportes Chile enfrenta o Peru sonhando com terceira final consecutiva de Copa América

Chile enfrenta o Peru sonhando com terceira final consecutiva de Copa América

Por urandionline

Um Chile que começa a se parecer com a ‘Roja’ bicampeã e um Peru discreto mas valente vão disputar na quarta-feira uma vaga na final da Copa América, em um duelo cheio de rivalidade conhecido como ‘Clássico do Pacífico’.

A batalha de estilos será disputada na Arena do Grêmio em Porto Alegre a partir das 21h30 (pelo horário de Brasília), quase um ano depois da vitória de 3 a 0 dos peruanos em outubro passado em Miami em um amistoso.

As duas equipes chegaram a esta semifinal por meio dos pênaltis nas quartas de final: o Chile derrotou a Colômbia por 5 a 4 após um empate em 0 a 0 nos 90 minutos de um jogo que dominou e em que teve dois gols anulados pelo VAR.

O Peru superou o Uruguai com um placar idêntico, mas sofreu no tempo regulamentar e três gols dos uruguaios foram anulados por impedimento.

A partida de quarta-feira será a vigésima primeira entre os dois times em Copas América (8 vitórias chilenas, 6 triunfos peruanos e seis empates) e o jogo de número 81 na história do clássico, no qual Chile possui uma grande vantagem: 44 vitórias contra 22 dos peruanos.

Curiosamente, um duelo em semifinais foi o último que travaram em uma Copa América. Ocorreu em 2015, quando o anfitrião Chile venceu por 2 a 1 e avançou à final na qual derrotou a Argentina nos pênaltis e conquistou seu primeiro título.

– A ‘Roja mecânica’ –

O técnico colombiano Reinaldo Rueda está tirando suco da ‘Roja mecânica’. Sua seleção recuperou a cara de candidata ao título diante do Uruguai, apesar de perder por 1 a 0 no Maracanã. Os chilenos pressionaram a Celeste nessa partida mas em uma cabeçada de Cavani, perderam o duelo.

“O jogador chileno é como vinho, quanto mais velho e com mais experiência joga melhor”, garantiu o técnico dos bicampeões.

“Com a maturidade que este grupo tem no futebol, espero que tenha a inteligência para decifrar o jogo do Peru”, acrescentou.

“Queremos ficar na história como tricampeões, é nosso sonho. Por isso diante do Peru queremos fazer a melhor partida da Copa América, será histórico para nós se avançarmos à final e esse é nosso objetivo”, disse Arturo Vidal.

O duelo em Porto Alegre é arriscado para Vidal e Charles Aránguiz, que vão precisa tomar cuidado para não receberem um segundo cartão amarelo, o que pode significar uma suspensão em caso de classificação para a final.

“Não estamos preocupados com os cartões amarelos, nem eu e nem Charles. Se tivermos que jogar a vida e arriscar um cartão vamos fazê-lo. O mais importante é que a seleção faça a melhor partida de toda a Copa América e possamos estar na final”, avaliou Vidal.

– Convidado inesperado –

AFP / Raul ARBOLEDAPaolo Guerrero beija o goleiro Pedro Gallese que defendeu um pênalti do Uruguai que garantiu a classificação peruana às semifinais

Poucos imaginavam que o Peru chegasse às semifinais. A goleada de 5 a 0 que sofreu diante do Brasil na fase de grupos e suas discretas apresentações contra Venezuela (0-0) e Bolívia (3-1) não sinalizavam um futuro promissor no torneio.

Mas contra um Uruguai superior nas quartas de final, os peruanos souberam se defender com unhas e dentes e forçaram a decisão por pênaltis onde a sorte esteve deles.

“Estamos super motivados, esta reta final da Copa América nos deixa muito concentrados na partida. O Peru é uma seleção fortemente motivada, que enfrentou as adversidades e em termos futebolísticos precisávamos nos reencontrar e estamos nos reencontrando”, disse o técnico Ricardo Gareca em entrevista coletiva em Porto Alegre.

O argentino que comanda o Peru vai repetir diante da ‘Roja’ a mesma equipe que perdeu para a Celeste, com seu tradicional esquema de 4-2-3-1.

“Somos uma equipe vencedora e sabemos que vai ser uma partida complicada, mas temos a capacidade de conseguir um bom resultado diante de um adversário que nos motiva. Vamos defender nossas cores até a morte”, garantiu o volante Yoshimar Yotún.

Assim como Vidal e Aránguiz, Cueva e o zagueiro central Carlos Zambrano também corre o risco de levar o segundo cartão e ficar fora da final em caso de classificação.

Prováveis escalações:

Chile: Gabriel Arias – Mauricio Isla, Gary Medel, Guillermo Maripán, Jean Beausejour – Arturo Vidal, Erick Pulgar, Charles Aránguiz – José Fuenzalida, Eduardo Vargas, Alexis Sánchez. Técnico: Reinaldo Rueda.

Peru: Pedro Gallese – Luis Advíncula, Carlos Zambrano, Luis Abram, Miguel Trauco – Renato Tapia, Yoshimar Yotún – André Carrillo, Christian Cueva, Édison Flores – Paolo Guerrero. Técnico: Ricardo Gareca.

Árbitro: Wilmar Roldán (COL).

Por:AFP

Foto:AFP / Nelson ALMEIDA

Posts relacionados

Deixe um comentário

Proibido plagiar